quarta-feira, outubro 28, 2009

Fernando Pessoa por Mônica Salmaso

Na Ribeira Deste Rio
(Dori Caymmi, sobre poema de Fernando Pessoa)

Na ribeira deste rio
Ou na ribeira daquele
Passam meus dias a fio
Nada me impede, me impele
Me dá calor ou dá frio

Vou vivendo o que o rio faz
Quando o rio não faz nada
Vejo os rastros que ele traz
Numa seqüência arrastada
Do que ficou para trás

Vou vendo e vou meditando
Não bem no rio que passa
Mas só no que estou pensando
Porque o bem dele é que faça
Eu não ver que vai passando

Vou na ribeira do rio
Que está aqui ou ali
E do seu curso me fio
Porque se o vi ou não vi
Ele passa e eu confio

Ele passa e eu confio

por Mônica Salmaso:

3 Comentários:

Às 4:03 da tarde , Blogger Katrina disse...

Uhn, eu prefiro o Jô Soares cantando (não sei se já ouviu "poesia em pessoa", era uma peça dele, meio monólogo, em que ele musicou alguns poemas)

 
Às 11:50 da manhã , Blogger Priscila Milanez disse...

Divinal!!

 
Às 4:37 da tarde , Anonymous Cristina Cavoto disse...

Palavras perfeitas, melodia e cantos tambe'm. Obrigada.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial